eu quero é tic, tic, tic, tac!

saiu na edição sobre a mentira da revista tpm
texto da fofíssima ariane abdallah

A diretora de arte Danuzza, de 27 anos, encontrou os tais “rastros”. Ela estava saindo com um cara havia três meses quando deu um Google em seu nome. Foi parar no blog flickr da namorada dele e entendeu tudo. Em um Dia dos Namorados, ele havia dito que iria para a casa dos pais, no interior de São Paulo, mas ligou para Danuzza do trabalho. Além disso, dias depois, deixou à mostra uma carta da namorada coitada, em que a menina comemorava os seis anos da relação – como Danuzza constatou ao ler enquanto ele tomava banho –, e uma mochila com roupas femininas na sala uma sacolinha com um guarda-chuva amarelinho e uns trapinhos, que ele disse ser da namorada do amigo. Depois da blitz, o cara acabou confessando tudo. E, apesar de não tê-lo dispensado, Danuzza desdenha: “Você acha que uma mulher que traísse daria tanta bandeira?”.

eu precisava postar isso.
period.

papacapim

_listenin’: tic, tic, tac _ banda carrapicho

One response to “eu quero é tic, tic, tic, tac!

  1. Com toda a certeza, quando mulheres traem não dão uma bandeira desse tamanho. Tenho uma teoria: a falta da “perna” do cromossomo Y do homens ( se tivesse uma perninha seria um X) faz com que eles estejam sempre a um passo atrás de nós.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s