38

não é calibre
são quilos

eu não ia falar nada da minha condição aqui
mas como fui muitíssimo mal interpretada por mtos, lá vai

minha vida era mto boa qdo eu pesava 60kg
aí, merdas aconteceram, fiquei triste
e me descompensou

fui me compensar na comida
qdo dei por mim, estava com 38kg a mais
isso em 1 ano

um choque!
um dia, uma pessoa mto querida
disse q meu braço estava deformado
de tão gorda q eu estava

em outra ocasião
uma outra pessoa
deu dois tapinhas na minha coxa e disse
“tá presuntosa. vc está horrível”

na verdade, eu não vi aquilo acontecer
e depois de esbravejar e ficar puta
como mtos aqui ficaram
eu me olhei de corpo inteiro
e chorei a minha vida

comecei a fazer um regime
que todos que me cercam acompanharam
resultado zero

sofriam comigo, me davam forças
e nada

fui deixada, humilhada
xingada

passava mal
me faltava o ar, o ânimo
a autoestima

nada me vestia bem, fazer sexo já não era simples
sentia vergonha
me olhavam com desprezo e piedade
pensei em morrer

comecei a fazer exames
saúde perfeita
decidi colocar um ponto final
depois de anfetaminas, vômitos e laxantes

cirurgia

procurei mtos médicos
achei o perfeito pra mim

tudo pronto
data marcada

dor e agonia
1 semana sem trabalhar
30 dias tomando só líquidos
depois acrescenta gelatina
que traz a felicidade de um bolo de chocolate
sucos, leite, agua de coco

tudo mto sofrido
mas foi a minha escolha

cada centavo do meu salário
vai, todo mês
pro pagamento da minha cirurgia

sem saídas, sem troca de carro
preciso estar em paz comigo

hj faz 46 dias
ontem, no 45, postei um texto com coisas q passei
que ofendeu mtas pessoas

definitivamente não foi minha intenção
peço desculpas para todos

hj, após 46 dias
estou mais feliz, me aceitando mais
as pessoas q amo, q convivo e q trabalho
me dão uma força absurda

já se foram 15
faltam mtos

e sei que não é sinônimo de felicidade
mas eu fico em paz comigo

repito
não quis ser agressiva
apenas relatei o que passei
gostoso de ouvir?
não
nem um pouco

se eu gostava?
tbm não

vc se aceita?!
parabéns. (sem ironia)
eu nunca consegui

não é calibre
são quilos

não é cirurgia de vesícula
é redução de estômago

P.S.: falaram tanto em ajudar… fui ajudada por mta gente sensacional antes e agora: as minhas amigas reduzidas. qro fazer o mesmo por quem tem a mesma vontade que nós. quem quer comer até morrer, sorry. não posso fazer nada.

update: 4 meses após a cirurgia, minha calça passou do 54 pra o 44. Isso, pra mim, é felicidade.
hj me sinto mais feliz, mais mulher. me amo infinitamente mais. e é só o começo!

16 responses to “38

  1. Por que vc não fez dieta na raça e sim partiu para a cirurgia?
    Óbvio que homens E mulheres não gostam do sexo oposto com sobrepeso, além de esteticamente ruim, é ‘ponte’ para um diagnóstico de que a pessoa é preguiçosa, desleixada e mal de cabeça. Não é preconceito apenas da sociedade, infelizmente ser/estar gordo é uma doença crônica. Babaca de quem critica o ‘crítico’. Conforme voce citou, seus amigos bateram no ombro e disseram o quão feia vc estava. Bacana que tomou a decisão de perder o excesso de peso, seja como for, do modo que foi, foi a melhor decisão..

  2. é a maior gata. não precisa provar nada pra ninguém, zaza. sempre vai ter um para reclamar. o blog é seu e você escreve o que quiser nele.

  3. Não interessa os meios… interessa o resultado… Vc sabe mais ou menos o que eu passei… tô, aos poucos, quando a preguiça permite, contando no blog o que eu passei… o que importa é que consegui o que eu queria… somos vitoriosas. Cada um com seu cada um, cada um no seu quadrado e respeitando as escolhas alheias. FIM

  4. “tá presuntosa. vc está horrível”
    Feia ou bonita de rosto, as pessoas achavam teu corpo feito e está dito no texto acima. O importante não é isso, mas a vontade de mudar, de voltar aos seus 60 kgs, teu peso normal. Ninguem gosta de ser gordo(a), e quem afirma que não se importa e é feliz assim, mente pra si próprio, o que é muito pior do que mentir aos demais..

  5. sei bem o que é isso. quando você se esforça ao máximo e o resultado não chega… a frustração vai tomando conta e quando você percebe já está novamente se acabando… passei pela cirurgia há 7 anos, o começo é sempre o pior mas você daqui a pouco chega a fase mais gostosa: as roupas que não servem mais porque estão largas, ir numa loja e pedir 44 quando na verdade você já tá vestindo 42, comer somente um pequeno pedaço de bolo de chocolate e finalmente se sentir satisfeita… o começo nunca é fácil mas como tudo vai passar e você vai se adaptar!
    com relação ao que os outros acham que você foi (ou é) agressiva… sinceramente, não foram eles que passaram por tudo que você passou nem foram eles que estiveram ao seu lado quando você precisou, então, sinceramente, o que importa?! eles não merecem nem se quer ouvir a sua opinião!
    força na peruca! e continue com os textos fodas!

  6. Poxa, 38 pontos a mais de sensatez. Pode pedir desculpa mesmo! Tenho uma irmã de 12 anos, que é obesa, e não me venha dizer que ela é gorda desde os 4 anos porque quer. Temos uma alimentação saudável na minha casa, mas imagino que por todos os médicos que você deve ter passado até chegar ao ponto de fazer a cirurgia, você deve ter escutado que existe uma questão chamada “predisposição à obesidade” Ela não “passou por uma pior” e não houve o “merdas aconteceram, fiquei triste e me descompensou” Ela É assim! Quero sim que ela consiga reduzir peso, mas eu a amo, e também minha família e os vários amigos que ela tem. Preconceito? Claro q ela sofre, para isso as pessoas que estão ao redor lhe dão amor, apoio, ajuda para lidar com o que é real, e forças para perder, mesmo não tendo a força sobre humana para um regime que somente uma mulher adulta consegue tirar da dor de ser esteticamente incompatível, já que é uma criança ainda. Enfim, comentei no outro post ( e o comentário foi apagado), até compreendo essa sua fúria, mas pô, você tem um blog muito acessado, visto por várias pessoas, imagina a minha irmã, ou qualquer outra menina, que pesa até mais do que os seus ex 60kg lendo coisas do tipo “é fácil sair dessa vida vazia e cheia de comida”; “Ah sim, ele te come… mas come outras tbm. Certeza.”; “E esconda essa merda de braço gordo que ninguém é obrigado a ver vc se deformando”; “mas não te comem, gostam de vc mas geral tá cagando qdo vc chora sozinho e pragueja esse mundo, essa sociedade, esse maldito padrão de beleza enquanto enche o rabo de brigadeiro.” O seu blog é um meio de comunicação, respeite isso, respeite a sua própria história, e respeite o próximo. E da próxima vez que quiser chincalhar um determinado grupo de pessoas, justificando que “quem te conhece, te entende” escreve um e-mail e manda para o seu mailing.

    • Ana Carolina, eu acho que você tava indo bem nisso de criticar algumas frases da Danuzza. Realmente, poderiam ter sido evitadas. Porém, nisso de falar que ela escreveu para achincalhar um grupo de pessoas? Sabe o que eu acho? Tem aquela piada, uma mulher horrível fala prum cara: “seu bêbado” e ele responde “é, mas amanhã eu tou são”…

      Lembro também que uma pessoa, por qualquer pretexto, me ofendeu chamando de gordo, eu não tive dúvidas e disse: “Tá, eu estou gordo, e você que é você”?

      Acho que esse foi o ponto que a Danuzza quis atingir. Gordo, ao contrário de outras formas de sei lá, “vítimas de preconceito”, é o único que pode deixar de sê-lo. Sabe por que tem orgulho gay, orgulho negro e etc? Porque ninguém quer deixar de ser gay ou negro, quer sim, ser aceito! No caso de ser gordo, olha…

      A Danuzza parece achar um absurdo a letargia e comodismo pra sair de uma situação absolutamente incômoda que foi pra ela. Assim como eu acho que tem uns vagabundos que precisam trabalhar. Quem se ofende? Os vagabundos! Se você se aceita assim, se você acha massa ser gordo, ou se tem problemas irreversíveis que te impedem de ser magro, a canelada não foi pra você.

      • RandallNeto, é justamente esse o problema: a forma com que foi dito. Somente. Por isso que disse q este post “38” foi a coisa mais sensata a se dizer. pode se compreender melhor entendendo o que ela passou. Mas ela realmente pegou “pesado” naquele post que começou tudo. E acho que como leitora, posso argumentar sim, a forma que alguém escreve em um blog, afinal o blog é feito para os leitores. E quem comenta, é porque quer acrescentar algo, se não, simplesmente não leria mais.

    • Mas sabe que eu acho que mesmo não tendo passado pelo que ela passou, eu acho que teria direito de escrever o que escreveu?

  7. Sei que no primeiro post disse que vc havia me decepcionado. Mas agora, sabendo tudo que vc passou quero pedir desculpas. É estranho ler algo sem entender o contexto por trás do “negócio”. Não gente, a Danuzza não quis ofender ninguém, e agora, lendo novamente o post tá mais do que claro nisso.
    Sou a favor da felicidade – SEMPRE – e fico feliz em saber que encontrou a felicidade – seja com cirurgia ou o que quer seja !

    beijo e desculpa ! =)

    • Imagina Marie. Não foi só vc. Eu entendo a revolta e indignação de todos.
      Não precisa se desculpar. Vc é uma querida sempre!

      Beijão!

  8. Eu sei muito bem oq vc passou e o q está passando. Assim como vc tb sou gastriplastizada com muitíssimo orgulho. Hj sou muito melhor do q eu era antes. Me olho no espelho e me vejo lindona. Como a Karina disse, nada melhor do q entrar numa loja, pedir um numero e na real vc está usando um bem menor! Usar cores, flores sem receios.
    Adoro e amo usar 38 e P!!!
    Quem é gordo, coloco a maior pilha para emagrecer, fazer a cirurgia e ver o mundo muito melhor!!!
    Adorei o seus posts e seu desabafo! Sim, vc tem o total direito de expor a sua opiniao e fodam-se quem milita (e ganha dinheiro) em cima da “alto estima” para gordos!
    Com muito orgulho sei q hj sou muito invejada por gordas q não tiveram a coragem q tive para suportar td!
    Tenho uma foto de antes e depois (eliminei 85 kg) na minha geladeira e digo bem alto: Esta mulher horrível e gorda nunca mais na minha vida!

    • Gente! 85kg é uma pessoa inteira! Parabéns!
      Adorei o seu comentário. Bom saber que não estou sozinha nessa busca. Ver pessoas como vc me dão ainda mais ânimo e força.
      Muito, muito, muito obrigada!

  9. Pingback: Pesado | danuzza!