Tag Archives: mau humor

você já foi bonito demais hoje?

amiga que é amiga, dá bronca, beijo, abraço forte, ouve as mazelas até de madrugada e mesmo com um gap de 7 anos, dá colo, massageia o ego e ainda escreve post pro blog!

curvem-se a inteligência, sarcasmo, acidez de flora paul.

palmas pra ela!!!

minha amiga, guru, menina prodígio, jornalista sensacional, fotógrafa de mão e olhos cheios, adora indie rock, spice girls e tem tara por esmaltes! viva!

leiam o texto dessa canceriana que se espalha em são paulo por dia e flic, flic, flic!

você já foi bonito demais hoje?

fui muito diaba. muito. não apenas drama queen. diaba. com maldades e provocações de caso pensado, levadas a sério e com sorriso cínico. ainda tenho resquícios endiabrados em mim. eles aparecem em casos como em que frases como “eu sou bonito demais para você?” são proferidas e em outros dramas de fins de relacionamentos alheios – já que o meu não está em questão, nem em drama ou final, o que deve, de fato, ser o motivo para meu endiabramento estar adormecido.

sempre fui muito discreta, ainda que infernal. mandava a merda (só para ele ouvir) no mesmo tom de berro histérico em que falava que amava (às vezes, nem para ele ouvir). acontece. uma das razões para minha histeria, com certeza, é porque era inteligente demais para meus “eles”. e eu não sou incrivelmente inteligente, nem nada. só acabei cruzando com mais idiotas, retardados emocionais e pessoas mentalmente preguiçosas, digamos. mas eu não era tão inteligente assim, considerando que, bom, eu saía com eles. tanto faz.

a questão é, que pessoa, com mais de 13 anos, realmente pensa esse tipo de coisa quando está em uma relação? ok. pensar, todo mundo pensa. mas quem fala? quem leva a sério? quem se importa? que tipo de imbecil acha que o fato de ser bonito demais (oi?) é um problema? que tipo de pessoa realmente acredita ser bonita demais para alguma coisa? aliás, o que é ser bonito demais? gato, nem que você fosse.

e outra coisa, gente bonita é bonita e pronto. não precisa se credenciar de bonita. da mesma forma que eu nunca precisei falar que era inteligente. se eu sou, você conversa comigo e descobre. e se apavora, seja o que for. a questão é: não.

a questão é: será que você não é babaca demais para mim? porque babaca você é, sim. demais. inseguro, idem. autocentrado, ridiculamente, aham. retardado emocional, mentalmente preguiçoso, enfadonho e alvo de gozações, também. desliga o twitter e vai observar um espelho. ou: sai da sua bolha e comece a encarar pessoas. você vai perceber que não é tão bonito, não é tão em forma e, acima de tudo, não é interessante. beijos.

flora_paul_DSCN2075

_listenin’: lick the pavement _ garbage

this used to be my playground

tentei escrever.
tentei escrever.

não sai nada.

merda.
mil vezes merda.

madonna.
something to remember.

e o pensamento que não parou
na merda de dia
tá frenético e dolorido pensando na noite “maravilhosa”.

okay!
cuddlin’.
apelidinhos ridículos.
situação patética.
que equação, hein!

ela diz que nem liga
mas se corrói inteira.

sua mentirosinha de merda.

i like who we are when we are around us
legal essa frase né?!

mais madonna
que batiza o post

this used to be my playground
this used to be my childhood dream
this used to be the place i ran to
whenever i was in need of a friend

this used to be my playground
this used to be our pride and joy
this used to be the place we ran to
that no one in the world could dare destroy

fui.

letárgica.

1242139180521152

_listenin’: this used to be my playground _ madonna

gap

o jeito que vc entra todo sorrindo no meu carro todo destruído…

o gosto e a intensidade dos seus beijos…

suas manias, seus tiques…
seu cheiro, seu toque, sua boca…

sua pele sempre quente e macia…
que também me abriga quando eu preciso de colo e carinho…

o jeito que vc passa as mãos nos seus cabelos…
o jeito que vc passa as mãos nos meus cabelos…
o jeito que vc me olha…
o jeito que a gente se olha…

uma sintonia foda. inexplicável.

o carinho dos inúmeros beijos de tchau…
“me manda sms ou me liga quando vc chegar. não esquece tá?!”

stand by.

you’re leaving right beside me.

reticências…

gap.

merda!
tempo de merda!

VqaWjm24Govxy6exQRgJboDMo1_500

and i miss u… and i need u. i do.

_listenin’: gap _ the kooks

p.s.: antes q me perguntem, não sou eu na foto.

ouch!

ok.
percebi.
vc tá confusa e dodoizinha…
pq falta pouco mais de uma semana…

é hora de dizer tchau!

é…

mimimi.

ouch!
bye!
ouch!

so unfair.
but this is it.
não depende de vc.

ouch!

fightKlub_crop

into your eyes my face remains…

_listenin’: paradise (is not for me) _ madonna

humpf…

de ser a boazinha, a flexível, a compreensiva, a easy-going…

de fato o mundo é dos espertos / malandros…

e quem tá se fodendo aqui sou eu…

e quem tá se consumindo aqui, sou eu…

pq sempre eu tenho que me dispor, me dedicar e tomar no cu?!

não, não, não… tá tudo errado!

192723621

_listenin’: bent _ matchbox 20

sobre a tolerância

sabe aqueles dias que a única coisa que vc precisa é ficar em casa, na sua, sem ninguém encher o saco?!

poizé, tô me sentindo assim hj…

compensar horário?! o-i-e!!!

olha bem pra minha cara!!!

emputecidíssima com tanta merda que acontece…

emputecidíssima com a cara de pau do povo…

emputecidíssima com um mimimi irritante…

emputecidíssima com o grau de dissimulação que certas pessoas conseguem atingir…

emputecidíssima com o queixo prognato…

emputecidíssima com o jeitinho sonso e a caradecu…

vai criar tucano, poha!

vontade de pegar todo esse povo e bater com um taco de baseball… na cara sabe?! pra estraçalhar…

grrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrr!!!

peguem seu cinismo, a paunocu com letrinha redonda, o cabelo de chapinha, o ego inflado, o lance blasè, a indiferença, as vadias online, as vagabundas offline, as pseudo-nerds louckas pra dar, a ignorância, o egoísmo, as gostosinhas das festinhas de agência, as mentiras, a malandragem, a torta trufada, as balas japonesas, as baba-ovo, a orelhuda interiorana, o rotary, os xavecos, as declaraçõezinhas de amor in english, os apelidinhos ridículos, os blogs, a queixuda dos trópicos e as vidinhas medíocres e de mentirinha que vcs vivem e enfiem tudo nomeiodocu, saca?!

não me venham com afaguinhos, com panos quentes, com desculpinhas…

oê, oê, oê, oê, sou mais rata que vc!

que vc!

e que vc tbm!

raiva não faz bem pra mim… aliás, raiva não faz bem pra ninguém…

“e eu cansei de tudo isso, dessa brincadeira, me cansou, me chateia, mas acontece.

miséria sabe?!

sabe miséria?!

e sabe vontade de amontoados de ternura? mas as vezes, quando eu tento ignorar a chateação e o desconcerto do mundo, eu penso que talvez tudo bem, não tem gravidade, o que eu queria era leveza.” f.m.

1245706467152198

_listenin’: barely legal _ the strokes

naive

oh you’re so naive yet so…

pq assim… é MTA ingenuidade da minha parte…

saca qdo vc se sente meio sem chão?!

e não é aquela falta de chão deliciosa, qdo vc se sente flutuando…

é uma sensação estranha…

é uma perda?!

mas que perda?!

uma perda que não é perda…

letargia?! maybe…

de repente, parece que N-A-D-A é suficiente, sabe?!

é a guerra entre a dedicação e ser blasè…

parece que às vezes tô pregando no deserto…

hey! can anybody hear me?!

não, não adianta tentar ajudar… sempre terá alguém melhor que vc…

ou mais interessante… ou mais competente… ou com melhor network…

ou que saiba mais sobre determinado assunto…

“and baby when it’s love if its not rough it isn’t fun…” diz lady gaga

mas minha vida tem sido so fuckin’ rough…

e eu qro, sabe!? qro tanto… qro tudo! e me dedico… e faço acontecer… arranco minha pele pelas coisas que eu qro, pelo q acredito e por quem me importa… mas nunca, nunca, nunca é suficiente…

é questão de deixar o tempo passar…

é questão de não me deixar abalar por uma ou outra bobagem dita… ou não dita…

mas tenho que admitir que certas coisas me deixam destruídas por alguns momentos… aí eu choro, quero fumar todos os cigarros do mundo e borro meu make…

mas passa…

so naive…

quer saber?!

já passou!

foda-se!

que minha cabeça tá doendo and they don’t give a damn…

1241986232795635

_listenin’: naive _ the kooks